Cinco possíveis efeitos da Covid-19 na prática espírita.

fightagainstviruses-1200x627-1Muito se fala que o mundo não será mais o mesmo após a incidência da pandemia do novo corona vírus (que ocasiona a Covid-19) e muito se especula sobre os cenários, o que enseja um exercício de como seriam também os possíveis efeitos desse evento global sobre as práticas das casas espíritas, o que se tentará construir nesse singelo artigo. Continuar lendo

Publicado em Movimento Espírita, Saúde e espiritualidade | Marcado com , , , , , , , , , | 3 Comentários

Teu olhar é ruim porque eu sou bom?

olhosEu adoro a pergunta que abre este texto. É uma das minhas passagens preferidas do Novo Testamento. Está contida na Parábola dos Trabalhadores da Vinha (Mateus, 20: 1 a 16). Allan Kardec, em “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, analisa esta parábola no cap. 20, intitulado “Os trabalhadores da última hora”. Vamos a ela para entender o caminho que chega à frase sobre a qual me debruço. Continuar lendo

Publicado em ética, Espiritismo e Sociedade | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | 3 Comentários

Cartas sobre a não violência (parte 4) – em tempos de Coronavírus

cartas-sobre-a-nao-violencia-4-em-tempos-de-coronavirus-por-dora-incontri-2b350a7e1fcd9ef3a59e38574c73511a474d-cooperativa

As revoluções armadas redundam sempre em ditaduras, portanto há uma imposição de uma certa ordem social e novas relações de produção, eliminando-se os que não concordam ou os que faziam parte da ordem anterior. Ocorre que as pulsões humanas de ganância, dominação e poder permanecem intactas naqueles que promoveram e comandam a nova ordem. Assim, temos os privilégios do partido dominante, a tortura e o massacre dos opositores e outras desgraças tão antigas quanto a humanidade. Se as revoluções foram historicamente necessárias, para ensaios de novas formas sociais, e mesmo como manifestação legítima contra as injustiças de um sistema, rapidamente elas degeneraram e praticaram atrocidades idênticas aos regimes que depuseram. Continuar lendo

Publicado em Espiritismo e Sociedade, Movimento Espírita, Pedagogia Espírita | Marcado com , , , , , , , , , , , | 1 Comentário

Rolam as cifras, jorram as águas

unnamed

Não sei se o fato se repete entre o povo espírita de outros estados, mas no movimento espírita do RJ, estado onde nasci e resido, é muito comum cantarem a canção “Brasil, terra da esperança”, composta por Haroldo Mendonça. Segue a letra: Continuar lendo

Publicado em Espiritismo e Sociedade, Movimento Espírita | Marcado com , , , , , , | 2 Comentários

Cartas sobre a não violência (parte 3)

cartas-sobre-a-nao-violencia-3-por-dora-incontri-jesus-cleansing-temple

Anunciamos na semana passada que iríamos refletir sobre a questão: Jesus era mesmo a favor da não violência? Continuar lendo

Publicado em ética, Cristianismo, Espiritismo e Sociedade, Pedagogia Espírita | Marcado com , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário

A moda de se falar que o Universo age

hubblew-cc9ce2c9efcc2f3d92f638af91cb3dbacc9e40fb-s800-c85

Nos últimos tempos, tem havido uma expressão de que muitos se valem e que um tanto me incomoda. Vou fazer aqui uma reflexão a respeito. Muita gente anda dizendo: o universo quer, o universo faz, o universo isso, o universo aquilo. Eu diria que esse uso indevido da palavra universo é a vergonha de dizer Deus. Se Deus quiser, Deus faz, Deus isso, Deus aquilo. Continuar lendo

Publicado em Cristianismo, Filosofia Espírita | Marcado com , , , , | 3 Comentários

Cartas sobre não-violência (parte 2)

cartas-sobre-nao-violencia-2-por-dora-incontri-jesus-christ-divineContinuamos aqui as reflexões sobre a não violência, iniciadas na semana passada. Retomando a partir de Jesus, já que é a referência principal dos cristãos, que supostamente são a maioria em nossa sociedade, em suas diversas denominações. Em nome de Jesus, tanta violência já foi cometida e continua sendo propagada e aplicada, que parece importante decifrar sua mensagem. Continuar lendo

Publicado em ética, Cristianismo, Pedagogia Espírita | Marcado com , , , , , , , , , , , , , , | Deixe um comentário