Por que Pedagogia Espírita se é inter-religiosa?

http://avaxhome.ws/blogs/igor_lv

Naqueles que se aproximam do projeto da Pedagogia Espírita – desenvolvido pela Associação Brasileira de Pedagogia Espírita, e que se inspira na tradição que remonta aos grandes educadores, precursores de Kardec, como Comenius, Rousseau e Pestalozzi e nos educadores brasileiros Eurípedes Barsanulfo, Anália Franco, Tomás Novelino, Herculano Pires e Ney Lobo – frequentemente surge uma dúvida: se é pedagogia espírita como pode ser uma pedagogia que se quer inter-religiosa? Se não pretende formar o educando espírita, então por que chamar de pedagogia espírita? Não poderia ser pedagogia do amor, pedagogia do Espírito, pedagogia espiritualista ou qualquer outra denominação?

Há vários aspectos da questão que merecem exame, não cabendo todos nesse pequeno artigo. Mas vamos resumir. Uma proposta pedagógica não pode ser direcionada apenas a um segmento social – no caso os espíritas – tem que ser uma pedagogia universal, que possa ser aplicada com qualquer pessoa, em qualquer contexto. Ora, se vamos aplicar a pedagogia espírita com quem não é espírita, isso significa que teremos de respeitar a visão de mundo do aluno, da família, sem fazer nenhum tipo de doutrinação, sob pena de ferirmos um dos princípios do próprio Espiritismo: o da liberdade de crença e pensamento.

Segundo aspecto: o importante é que formemos homens e mulheres de bem, não importando se forem budistas, católicos, protestantes, muçulmanos e, mesmo, sem religião, desde que se tornem criaturas fraternas, solidárias e transformadoras da sociedade.

Terceira questão: o ensino inter-religioso que propomos na Pedagogia Espírita é um estímulo à ampliação dos horizontes espirituais do educando e uma proposta de conhecimento e respeito mútuo, onde os educandos inclusive saberão sobre Espiritismo, mas não só. Se a criança, o adolescente, o jovem aprendem sobre bons valores e personagens interessantes e elevados de outras religiões; se conseguirem se identificar com um spiritual dos antigos negros norte-americanos, apreciarem uma catedral gótica católica (uma obra-prima da arquitetura de todos os tempos), conectarem-se com Deus, através de um poema místico muçulmano, da linha sufi, como Rumi; enfim, se vivenciarem momentos de espiritualidade legítima em contato com religiões que não são a sua, saberão respeitar e mesmo amar os adeptos dessas outras correntes, porque aprenderam a ver que em todas elas há belezas espirituais e virtudes inspiradoras!

Mas, então, por que mesmo assim, chamar de espírita, essa Pedagogia plural, inter-religiosa? Porque a visão de mundo que a embasa é espírita. Ela tem algumas especificidades que outras pedagogias não têm: a primeira é considerar a criança como um ser reencarnado e mediúnico (capaz de se expandir interexistencialmente como queria Herculano Pires); a segunda é um jeito próprio de tratar a espiritualidade, com critérios de criticidade, racionalidade e pesquisa científica. E por fim, é o Espiritismo mesmo, que nos confere essa visão universalista, apontando que a verdade está em toda parte e que podemos bebê-la em todas as grandes fontes espirituais da História humana.

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Pedagogia Espírita e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Por que Pedagogia Espírita se é inter-religiosa?

  1. Renato andrioli disse:

    Atualmente compreendo melhor a qualificação “espirita” ao termo “pedagogia”. Ela resgata os pressupostos dos espiritismo empregando-os à forma de exercer a prática educativa. E por esta razão o nome não poderia ser outro.

    O desafio é demonstrar à primeira vista que não se trata de uma pedagogia sectarista, em nada por causa da própria Pedagogia Espirita, mas por causa do sectarismo que temos em nós, ainda mais quando temos a doutrina espírita que anda em boa parte mal entendida. Ao se deparar com o termo Pedagogia Espírita, uma pessoa comum, logo atribui erroneamente um quê de exoterismo.

    Por esta razão acredito que uma das frentes de atuação dos pedagogos espíritas deve ser exatamente buscar esclarecer essa pluralidade e suas raízes no Espiritismo de Kardec – que era pedagogo inclusive. De outro lado, como espíritas, nos caberá desvendar o próprio Espiritismo a fim de resgatar a verdadeira pluralidade, seu caráter reformador, inclusivo etc.

    Pois o “espírita” da Pedagigia Espírita está mais próximo do “coadjuvante de todas as religiões” do que da “religião” espírita que o Espiritismo se tornou aqui no Brasil.

    Curtir

  2. Fabrício de Maicy Bezerra disse:

    Professora Dora Incontri, obrigado por compartilhar esse texto que toca em questão tão significativa.
    Gostaria muito de saber sobre seu posicionamento quanto ao processo de evangelização como parte da própria pedagogia espírita. Trabalho em centro espírita em Fortaleza que adota a “Evangelização de Espíritos” como abordagem ao mesmo tempo pedagógica e evangelizadora, com auxílio de textos inspirados também em Euripedes Barsanulfo. Além disso, procuramos trabalhar orientando nossas práticas nas obras fundamentais de Kardec. Sinto que podemos, diferente do que alguns advogam, ter em relevo a fundamentação em Kardec e, ao mesmo tempo, o trabalho evangelizador. Tenho tido a preocupação sobre uma aparente divisão, segundo o entendimento de alguns, em que supostamente os que defendem a boa fundamentação em Kardec não seriam a favor de um trabalho em evangelização, e vice-versa. Gostei muito de seu livro “Pedagogia Espírita” e gostaria muito de saber seu posicionamento sobre isso. Obrigado e abraço! Que seu trabalho seja sempre assim, tão inspirador!

    Curtir

  3. Karla Freitas disse:

    Gostei muito das informações e gostaria de saber mais.
    Sou pedagoga e espírita e fiquei muito empolgada com a possibilidade de unir as duas coisas.
    Faço parte de um grupo espírita na comunidade de Vila de Abrantes – Ba.
    Aguardo retorno,
    Muita paz!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s