Nosso processo evolutivo e Deus

Guercino_(Giovan_Francesco_Barbieri)_-_God_the_Father_and_Angel_-_Google_Art_Project.jpgO infinito é o desconhecido, sem começo ou fim, assim como Deus. Nós, espíritos em evolução, se tivemos um começo, não sabemos como e onde teremos um fim. Pode-se compreender isso logo às primeiras respostas dos Espíritos no Livro dos Espíritos.

O Espiritismo nos propõe a reencarnação como a chave da compreensão do percurso do espírito no infinito, e sugere que poderemos a partir de algum momento entender Deus.

Esse momento está ligado ao quanto evoluídos poderemos ser no futuro. Entender a palavra evolução no sentido de se aproximar de Deus é algo tão grandioso quanto nebuloso; grande por estarmos nos aproximando de nosso destino, nebuloso por ainda pouco termos como entender a amplitude de Deus.

Porém, esse caminho, certamente leva à resposta de uma das maiores angústias da pós-modernidade: o sentido da vida.

Para nós, espíritas, a reencarnação é o caminho dessa evolução, individual e coletiva. Ao olharmos a história do planeta Terra, poderemos entender a epopeia do espírito enquanto ser humano e circunscrito a esse planeta: saímos de uma situação precária de conservação da vida física e evoluímos para um mundo tecnológico; evoluímos de um sistema nômade para a complexidade de aglomerações humanas regidas por instituições, diferentes culturas interconectadas e interdependentes.

Esse processo histórico foi calcado na lei do mais forte que, aos poucos, se tornou a lei do poder econômico, e desde sempre o modelo de servos e mestres rege nosso mundo, com rupturas e melhoras aqui e ali, mas ainda habitamos um planeta em que bilhões de pessoas dormem com fome, frio e são vulneráveis aos mais diversos tipos de violências.

Dessa forma, nosso caminho em busca de Deus parece mal ter começado. O Livro dos Espíritos nos dá uma série de conselhos sobre como evoluirmos de forma mais rápida, na vida em sociedade e na vida particular, porém, deixando sempre claro que uma e outra são faces da mesma moeda.

Jesus, por sua vez, a referência mais forte no Ocidente de ser evoluído e que, ao que tudo indica já compreendia Deus, teve sua vida registrada nos Evangelhos adotados pelos cristãos e lá pode-se perceber algo muito singular sobre nosso caminho em direção à Deus: a igualdade.

A história de Jesus ocorre bem no tempo do Império Romano, com a Judéia ocupada por essa potência. Em todas as intervenções de Jesus, nunca houve uma provocação política direta, houve questionamentos quanto à conduta das pessoas em relação aos seus próximos. O indivíduo vinha primeiro que o sistema.

Então, Jesus indica que não devemos nos envolver com política? Pelo contrário, Jesus foi colocado à prova diversas vezes e suas respostas sempre foram contra a preservação do sistema estabelecido fosse dos romanos fosse dos judeus, sua defesa sempre foi na direção dos excluídos: mulheres, crianças, ladrões, marginalizados em geral. Suas ações eram igualitárias.  Ou seja, um sistema não pode ser validado ou remendado se houver assimetria nas relações coletivas, em que uns poderiam ser julgados melhores que outros.

Assim, pensando em tempo e espaço e em nosso infinito incerto, o que talvez valha a pena hoje é a dedicação àquilo que nos faça dar um passo a mais em direção a Deus. Vivemos ciclos que temos que vencer, muitos pessoais e muitos coletivos.

Na esfera particular, buscamos o autoconhecimento para trabalhar nossas questões pessoais; no coletivo, a partir da compreensão do conceito de igualdade, existe um campo vasto para criticarmos os sistemas político e social vigentes, que insistem na exploração do homem pelo homem e assim prejudicam o processo de evolução de muitos.

Alexandre Mota

Anúncios
Esse post foi publicado em Espiritismo e Sociedade e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s